A importância do Lixo Reciclável

A preocupação com o meio ambiente é uma constante na Sociedade Portuguesa de Beneficência, onde funcionários desenvolvem um trabalho voluntário visando a destinção do lixo reciclável e a aplicação deste resultado na melhoria de seu dia-a-dia.

Atualmente a questão do lixo reciclável na Beneficência é coordenada pelo Grêmio Recreativo da instituição sob a presidência da chefe do Departamento de Enfermagem, Mary da Conceição Souza, que fala dos objetivos desse trabalho.

O projeto “ReciclaBenê” tem por objetivo conscientizar os funcionários sobre a importância da reciclagem de materiais para a preservação do meio ambiente e consequentemente, para a humanidade. Além de beneficiar o meio em que vivemos, em que trabalhamos, o ReciclaBene beneficia diretamente o próprio funcionário, já que a renda proveniente da venda do lixo reciclado é investida na melhoria de seu lazer.

O trabalho de reciclagem na Beneficência começou (de forma organizada) com a CIPA em 2003, quando este setor era de responsabilidade de Mary Conceição. Com o complexo/hospitalar da Beneficência dividido em setores, seus representantes se tornaram multiplicadores da importância da reciclagem.

Em 2005, o presidente da Beneficência, Ademir Pestana, nomeou uma comissão específica para cuidar do assunto. Formada pelos funcionários Mozart de Oliveira (setor de controladoria) Tatiana Basílio (Secretaria Geral) e Vivian Toledo (Nutrição) a comissão promoveu uma licitação para saber qual empresa pagaria mais pelos materiais recicláveis (papel, papelão, plástico, cobre, ferro, alumínio), adquiriram latões específicos para receber lixo reciclado, elaboraram folhetos explicativos, promoveram palestras e reuniões.

O investimento obtido com a reciclagem foi aplicado na compra de equipamentos de lazer e na montagem do jardim dos quiosques (espaço ajardinado e equipado) para o lazer dos funcionários e no final do ano, possibilitou a compra de brindes (televisores, DVDS, ventiladores, etc) sorteados na festa de confraternização dos funcionários.

A diferença – Segundo a enfermeira Mary Conceição, a importância da reciclagem vai além da simples separação de materiais e da aplicação da verba auferida.

“É importante instrumento de controle da dengue, pois evita que copos, garrafas, caixas e outros, abertos, possibilitem o aparecimento do mosquito transmissor da dengue, já que evita o surgimento de criadouros. Procuramos aliar o lixo reciclável e o controle da dengue. Afinal somos responsáveis pela nossa saúde e de tantos com quem convivemos. É um trabalho de formiguinha que dá certo. Estamos sempre cobrando a responsabilidade de cada um aqui na Beneficência, afinal somos 800 funcionários, ou seja, 800 pessoas que fazem juntos, a diferença na Saúde da Baixada Santista”.

Quem quiser colaborar com o Grêmio no trabalho de reciclagem do lixo entrar em contato pelo telefone: 2102-3434 ramal 3479, das 8 às 12 e das 14:30 às 18h.

2016 © Todos os direitos reservados

Telefones :        (13) 2102-3434    /    Luto:    (13) 2102-3436