Beneficência investe em hotelaria hospitalar

O avanço da tecnologia promove obrigatoriamente a mudança de conceitos em todos os setores da sociedade e na área hospitalar não é diferente. As instituições se modernizam não apenas na parte física ou de equipamentos, mas também e principalmente, no tocante aos funcionários e a humanização no atendimento.

A reciclagem é necessária para que, aquele que busca o atendimento, seja acolhido de forma que além de respeito à sua condição, eleve sua auto-estima e promova sua estadia no hospital, a melhor e mais confortável possível. Esse é o novo conceito de hotelaria hospitalar e é nele que a Sociedade Portuguesa de Beneficência se baseia para tornar a “hospedagem”, menos desgastante possível.

Para promover essa hospitalidade, a Beneficência Portuguesa investe na hotelaria hospitalar que tem em sua gerência, o jovem Ricardo Severino dos Santos, que trabalha com uma equipe formada por profissionais dos serviços de Nutrição, Governança, Rouparia, Lavanderia, Costura, etc.

A hotelaria da Beneficência Portuguesa se destaca por algumas situações: atendimento personalizado que inclui atenção especial ao paciente no tocante a algumas extravagâncias, como comemoração de seu aniversário e outras datas (desde que devidamente autorizado pelo médico), serviço de camareira e de governança que procura dar ao “hóspede” condições mais próximas possíveis de seu cotidiano, providenciando algumas situações que variam desde encaminhamento de correspondência até mesmo o serviço de cabeleireiro.

O novo programa de hotelaria hospitalar colocado em prática na instituição, busca não só beneficiar o cliente de saúde, mas também seus familiares, acompanhantes e visitantes, uma vez que visa o bom atendimento a todos que necessitam de cuidados especiais.

Adaptar um hospital para o atendimento hoteleiro exige uma série de procedimentos, pois cada cliente (paciente) tem uma situação e uma necessidade impar. Afinal, a dor, por pequena que seja, é para cada um, maior e mais urgente que a do semelhante. Por isso, calor humano acompanhado de bom atendimento é essencial para proporcionar ao cliente de saúde, sua estadia no hospital, a mais agradável possível e sua recuperação, breve e plena. E com certeza, a humanização do ambiente contribuí para a recuperação.

Como somente ciência e tecnologia não bastam para atender bem o cliente, funcionários de diversos setores envolvidos na hotelaria hospitalar, desenvolvem papel importante na assistência prestada durante a estadia (internação).Alguns tópicos foram implantados para o bom desenvolvimento do programa de hotelaria no complexo hospitalar da Beneficência Portuguesa.

>Outro diferencial – É comum dizer que a comida de hospital é ruim, sem graça, insossa. Para acabar essa aversão às dietas alimentar necessárias, o Serviço de Nutrição, com objetivo de atender as diferentes necessidades nutricionais dos clientes com restrições de alimentos ou nutrientes, de acordo com sua enfermidade e preferências alimentares, busca, com base, inicialmente na prescrição médica, dieta e medicamentos prescritos a administrar, fazer adaptações, mantendo o equilíbrio nutricional.

A Beneficência Portuguesa tem infra-estrutura, incluindo mão-de-obra específica que trabalha com a linha de gastronomia hospitalar, que valoriza as características sensoriais e organolépticas dos alimentos, respeitando a restrição ao sal, substância que confere sabor aos alimentos, substituindo-o por ervas finas e secas, aprimorando o sabor e a qualidade dos pratos. Por serem substâncias antioxidantes, as ervas, quando consumidas corretamente podem prevenir algumas doenças. Os cardápios incluem diferentes preparações e ainda sugerem opções a preferências e tabus alimentares.

>Complementação – Para um bom atendimento, a hotelaria hospitalar necessita de outros setores como a Lavanderia, cujo produto final: roupa de cama e de banho, impecavelmente limpas, livres de microorganismo patogênicos, aliada à boa distribuição da Rouparia, torna a hotelaria hospitalar, um órgão que funciona como uma ilha de produção. Independente de qualquer destes setores ser terceirizado ou não, eles precisam trabalhar em sincronia.

A Beneficência dispõe do serviço de camareiras, que são responsáveis pela arrumação de camas e acomodações. O serviço de governantas é outro item importante a excelência da hotelaria, uma vez que o cliente quer ciência e tecnologia a seu dispor, mas também, conforto e segurança. Ele quer contato com o mundo, seja através das visitas, telefone, aparelho de TV. Ele não quer ficar alheio. O serviço de Governança existe para dar suporte necessário.Por isso realiza visita na entrada do cliente e/ou acompanhante apresentando as acomodações, esclarecendo dúvidas, além das visitas diárias.

O cliente e acompanhante têm total liberdade para se dirigir às governantas, inclusive ao SAC – Serviço de Apoio ao Cliente, cujo objetivo é contribuir para o aperfeiçoamento do relacionamento cliente e instituição. O serviço de apoio é amplo, disponibilizando inclusive, condições de eventos. O fato de o cliente estar acamado, não significa que datas que considere importante, sejam menosprezadas. Cabe ao acompanhante ou ao próprio cliente, informar às governantas, aos estagiários do SAC, às nutricionistas, para que um cardápio especial (respeitando a prescrição médica) seja providenciado e até mesmo, uma decoração adequada à data. Tudo é feito para deixar o cliente mais confortável e menos preocupado.Afinal, ele está na Beneficência em busca de saúde.

O Serviço de Hotelaria da Sociedade Portuguesa de Beneficência vem se modernizando para tornar a estadia dos clientes e acompanhantes, bem como a tranqüilidade dos familiares, cada vez mais evidente. O objetivo é o de que a recuperação daqueles que chegam a instituição em busca de saúde, seja breve e plena.

Investimento – O investimento neste novo conceito de atendimento hospitalar, fez com que a diretoria da Beneficência, sob a presidência de Ademir Pestana, entregasse durante as recentes comemorações dos 148 anos de fundação da entidade, as modernas instalações dos Consultórios de Especialidades, dotadas de infra-estrutura, com ambiente preparado para receber bem a quem busca atendimento médico. Dotado de brinquedoteca, piano, Café, espaçosa e confortável sala de espera e consultórios equipados com o que há de mais moderno no setor, o ambiente totalmente climatizado, torna a consulta agradável, conjuminando com saúde, a essência para a qualidade de vida.

A responsabilidade dos serviços que formam a Hotelaria da Beneficência Portuguesa estão sob a responsabilidade de profissionais especializados: Gerência de Hotelaria: Ricardo Severino dos Santos; SAC: Ana Luiza de Moura; Nutrição: Mariana de Almeida Tibagy: Governança: Marilise Guerra; Lavanderia/Rouparia/Costura: Guimar Viana Pereira.

Fonte: Noemi Francesca de Macedo

2016 © Todos os direitos reservados

Telefones :        (13) 2102-3434    /    Luto:    (13) 2102-3436