CTI Cardiológica da Sociedade Portuguesa de Beneficência

 

Onde tudo é feito para que o coração bata no ritmo certo
 

As doenças cardiovasculares, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS) continuam sendo a primeira causa de mortes no mundo. De acordo com o órgão internacional, as doenças não transmissíveis são responsáveis por dois terços das mortes no mundo e as quatro principais doenças não transmissíveis são as doenças cardiovasculares, o câncer, o diabetes e as doenças pulmonares crônicas.

O número de portadores de doenças cardíacas cresce no mundo e a Baixada Santista, infelizmente acompanha esse crescimento, razão pela qual, a Sociedade Portuguesa de Beneficência vem investindo no setor, ampliando o atendimento e equipe multidisciplinar.

Dr. PhillipeInaugurada em agosto de 2013, a CTI Cardiológica “Dr. Arthur Domingues Pinto” da Beneficência Portuguesa, com 8 leitos, é o única na região que dispõe de serviço de Ultrassom (no local) para acesso vascular. A CTI dispõe ainda, em sua retaguarda, de Hemodinâmica, Ecocardiografia, Cintilografia Miocárdica, Tomografia e Patologia Clínica.

Sob a responsabilidade do cardiologista Phillipe Saccab, a unidade cardiológica da Beneficência Portuguesa, desde sua inauguração funciona com sua capacidade máxima ocupada.

Nesta entrevista o cardiologista fala sobre doenças cardíacas, riscos e prevenção.

“As doenças cardíacas são aquelas que impedem a correta circulação sanguínea no organismo, ou seja, são aquelas provocadas pelo acúmulo de placas gordurosas nas paredes das artérias. As principais: doenças arteriais (infarto), arritmias cardíacas (alteração da frequência dos batimentos) e parada cardíaca”, explica Dr. Phillipe Saccab que aponta entre as principais causas das doenças cardíacas:

Hipertensão
Diabetes
Tabagismo
Obesidade
Sedentarismo
Colesterol alto (LDL)
Estresse
Predisposição genética

Entre as mais frequentes doenças cardíacas está o infarto agudo do miocárdio. A prevenção desta e de outras doenças decorrentes do mau funcionamento das artérias, segundo o médico está ao alcance de todos: alimentação pobre em gordura; comer frutas e vegetais diariamente; incluir fibras (feijões) e peixe no cardápio; praticar exercícios e não fumar.

Leitos – Para o cardiologista Phillipe Saccab, a CTI Cardiológica da Beneficência é de vital importância para a cidade e região que sofre com o déficit de leitos hospitalares especialmente cardíacos. “Existem apenas 35 leitos distribuídos entre os hospitais Ana Costa, Beneficência, Casa de Saúde e Santa Casa, para atendimento a uma região tão extensa e populosa como a Baixada Santista. Estamos longe de equacionar a questão, mas o hospital investe na contribuição para minimizar o problema”.

O médico que sonha em trazer para Santos o Serviço de Transplante de Coração, Phillipe Saccab, 33 anos, paulistano, formado pela Unimes – Universidade Metropolitana de Santos, faz um alerta: “A doença cardíaca não apresenta sintomas, mas manda sinais aos quais devemos estar atentos: altos níveis de colesterol e de hipertensão em fase inicial e em estágio mais avançado: dores torácica, no braço ou na mandíbula, falta de ar e palpitação”.

(Fotos: Divulgação/SPB)

2016 © Todos os direitos reservados

Telefones :        (13) 2102-3434    /    Luto:    (13) 2102-3436