Dia Mundial do Doador de Sangue, a oportunidade de salvar vida

Todo dia é dia do doador de sangue, mas 25 de novembro foi escolhido para reverenciar o doador, aquele que salva, com uma única ação, até quatro vidas.

blood-bags-91170_1280O Dia Mundial e o Dia Nacional do Doador Voluntário de Sangue comemorados na mesma data, é uma excelente oportunidade para a reflexão sobre a importância do gesto. Milhares de pessoas no mundo necessitam da reposição sanguínea que não tem custo para o doador, mas tem valor incalculável ao receptor, pois pode significar a própria vida.

Atualmente, o Brasil conta com cerca de 3, 5 milhões de doadores de sangue, o que corresponde a 1,9% da população do país – índice abaixo do recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS), que é de 3%. No Banco de Sangue da Beneficência Portuguesa, a exemplo do que ocorre em outros hospitais, está em permanente campanha para aumentar o número de doadores.

Atualmente, o Brasil conta com cerca de 3, 5 milhões de doadores de sangue, o que corresponde a 1,9% da população do país – índice abaixo do recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS), que é de 3%. No Banco de Sangue da Beneficência Portuguesa, a exemplo do que ocorre em outros hospitais, está em permanente campanha para aumentar o número de doadores.

O Banco de Sangue da Beneficência criado em 1964, funciona no 1º andar do Hospital Santo Antônio, de segunda à sexta-feira, das 7h às 12h para o público externo.

Para doar sangue:

– Sentir-se bem, com saúde

– Apresentar documento com foto, válido em todo território nacional

– Ter entre 18 e 65 anos de idade

– Ter peso acima de 50 Kg

Recomendações para o dia da doação:

– Nunca vá doar sangue em jejum

– Faça um repouso mínimo de 6 horas na noite anterior a doação

– Não ingerir bebidas alcoólicas nas 12 horas anteriores

– Evitar fumar por pelo menos 2 horas antes da doação

– Evitar alimentos gordurosos nas 3 horas antecedentes a doação

– Interromper as atividades por 12 horas as pessoas que exercem profissões como: pilotar avião ou helicóptero, conduzir ônibus ou caminhões de grande porte, subir em andaimes e praticar paraquedismo ou mergulho.

Quem não pode doar?

– Quem teve diagnóstico de hepatite após os 10 anos de idade

– Mulheres grávidas ou amamentando

– Pessoas que estão expostas a doenças transmissíveis pelo sangue como AIDS, hepatite, sífilis e doença de chagas

– Usuários de drogas

– Aqueles que tiveram relacionamento sexual com parceiro desconhecido ou eventual, sem uso de preservativos.

2016 © Todos os direitos reservados

Telefones :        (13) 2102-3434    /    Luto:    (13) 2102-3436