Neste domingo de Páscoa (16), foram gravadas novas cenas do curta-metragem “Como é Bom Ser Bom”, na Beneficência Portuguesa.

O curta-metragem “Como é Bom Ser Bom” que mostra um episódio da vida do médico e poeta santista José Martins Fontes, tem cenas gravadas na Beneficência Portuguesa onde o personagem trabalhou como médico e onde veio a falecer em 1937.

Baseado em fatos reais, o filme conta a história de dona Nízia (nome fictício), mãe de três crianças e sem dinheiro para pagar tratamento de grave doença. Mesmo diante da recusa do médico em receber honorários (ele a atendia em seu consultório particular) ela, que fazia queijadinhas para vender, fazia questão de amenizar o custo do tratamento entregando queijadinhas ao médico.

Dr. Martins Fontes, ou Dr. Zezinho, como era carinhosamente chamado pelos pacientes e amigos, atendia graciosamente, pacientes sem recursos, em seu consultório.

“Como é Bom Ser Bom”, projeto criado pelo produtor audiovisual e cineasta Carlos Oliveira, com roteiro assinado por Oswaldo Araújo, foi contemplado pelo 5º Concurso de Apoio a Projetos Culturais Independentes no Município de Santos, através de recursos do Fundo de Assistência à Cultura – FACULT/2015, da Prefeitura de Santos e será inscrito no Festival de Cinema de Santos/2017, antigo Festival Santista de Curtas-metragens.

A realização é da produtora Spectra Filmes, uma das parceiras da Beneficência Portuguesa no Projeto Social de Humanização implantado nos hospitais da instituição.

(Fotos: Divulgação/SPB)

Escreva um comentário

*

Your email address will not be published.

2016 © Todos os direitos reservados

Telefones :        (13) 2102-3434    /    Luto:    (13) 2102-3436