A leveza da bailarina Isabela Procópio, irrompendo no salão nobre da Beneficência Portuguesa, marcou a abertura da 13ª Sipat Integrada da Área da Saúde, na última segunda-feira (21). Com um solo do balé *“Paquita”, a apresentação foi uma mostra da variação de temas das palestras programadas para o evento organizado pelas Cipas e Sesmt’s dos hospitais Casa de Saúde de Santos e Santo Amaro (Guarujá), além da Beneficência Portuguesa.

091A Sipat, de 21 a 25, teve nos dois primeiros dias, a programação desenvolvida na Beneficência Portuguesa onde foram realizadas as palestras: “Dependência Química” e “Quem não comunica se trumbica”, mesclando sobriedade com descontração que os temas exigem, passando pelo lirismo da bailarina, se atendo à seriedade da palestra com cenas fortes, até mesmo chocantes, apresentadas em vídeo para chamar atenção sobre a epidemia das drogas que torna a vida do dependente, de seus familiares e consequentemente da sociedade num inferno, culminando no bom humor para que a comunicação na empresa flua adequadamente.

Na palestra “Dependência Química”, o palestrante Marcelo Nunes, presidente da ONG Razão de Viver, sem meias palavras falou sobre o flagelo das drogas, começando pelo álcool (droga lícita) passando às ilícitas, da maconha, uma das mais conhecidas e usadas no mundo à horripilante Krokodil, droga russa (barata e viciante) que faz o usuário apodrecer vivo. A realidade chocante do mundo das drogas e o efeito devastador foram apresentados à plateia como forma de alerta e ao mesmo tempo pedido de socorro. Pais, irmãos, amigos, a sociedade como um todo, precisam se dar as mãos para enfrentar essa triste realidade que vem dizimando, principalmente os jovens, destruindo famílias e desfazendo lares. Essa foi a primeira palestra da Sipat, apresentada na segunda-feira (21).

379Quem não comunica se trumbica”, foi a palestra animada e interativa apresentada pela ONG Tchau Dodói que de forma irreverente e teatral falou sobre a importância da comunicação no ambiente de trabalho. Os doutores Soneca, Gambiarra, Tam Tampinha, Podes Crer, Presepada Lelé, Canela e outros, parte da equipe de palhaços-médicos da ONG ‘Tchau Dodói’, através de esquetes mostraram a importância da comunicação seja pela internet, mural, comunicados internos e o necessário filtro e cuidado com a “rádio peão” que funciona 24 horas em todos os seguimentos. O grande objetivo da palestra: clareza no falar e no escrever para não confundir a informação (não confundir sapato e tênis). A palestra foi realizada na terça-feira (22).

Ao final das palestras, vários brindes foram sorteados.

A programação da Semana de Prevenção de Acidentes de Trabalho prossegue até sexta-feira, sendo que na quarta-feira (23), na Casa de Saúde de Santos foi apresentada a palestra “ Educação Ambiental” por Michele Ferreira e Douglas Gouveia; nesta quinta (24), no Hospital Santo Amaro (Guarujá), a palestra Hábito Alimentar” pela nutricionista Priscila Silveira Oliveira e o encerramento nesta sexta-feira (25), será na Casa de Saúde com a palestra “Protocolo de Queda – Poli-traumatizado” a cargo de Samuel Carneiro.

Apoio – Na Beneficência, a programação da Sipat contou com os seguintes apoios: Angio Corpore, TomoSantos, Usiclave, Bradesco, Cantina Benê Gourmet, Sanpark, Mary Kay, Restaurante Dona Catuta, Cirúrgica Fernandes, Sr. Geraldo Pequeno Vital (conselheiro da SPB), médicos: Alfredo Pommella, Celso Maia Masta, Sandro Rogério Dainez (Vice-Diretor Clínico da SPB) e Flávio de Angelis (Diretor Clínico da SPB) e ainda das comerciantes Lourdes Maria dos Santos Pereira e Luzinalva dos Santos

Nas fotos, eventos realizados na Beneficência Portuguesa.

(Fotos: Divulgação/SPB)

2016 © Todos os direitos reservados

Telefones :        (13) 2102-3434    /    Luto:    (13) 2102-3436