Não há dia ou hora definidos para falar sobre câncer de mama ou qualquer outro tipo da doença. Na  Sociedade Portuguesa de Beneficência de Santos que disponibiliza o Serviço de Oncologia à população da região, todo dia é dia, toda hora é hora de falar sobre a doença, prevenção e tratamento, ou seja,  Outubro Rosa é diário.

Como  na década de 1990, nasceu o movimento conhecido como Outubro Rosa, para estimular a participação da população no controle do câncer de mama, uma campanha de conscientização que tem como objetivo principal alertar as mulheres e a sociedade sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama e mais recentemente sobre o câncer de colo do útero, neste mês, as equipes multidisciplinares da Oncologia da Beneficência reforçam o diálogo com pacientes e seus familiares, visitantes e convidados, sobre o tema.

Outubro Rosa – Para acentuar a proposta do Outubro Rosa, foi intensificada a informação no hospital para a população e o mês foi encerrado com três palestras, embora especificas ao Câncer de Mama, abertas ao público em geral. Os palestrantes  integram a equipe de profissionais da Beneficência Portuguesa

 “Alimentação Saudável” – palestra da nutricionistas Mayara Mayume Rodrigues e Daniela Figueiredo sobre  alimentação adequada de acordo com o tratamento e alimentação saudável na prevenção de doenças.

“Uma alimentação rica em frutas, legumes, cereais integrais, verduras e  leguminosas, excelentes fontes de nutrientes, entre elas os feijões, é apropriada não apenas para pacientes, mas no geral, porque ajuda a fortalecer o organismo. Alimentos enlatados, gordurosos, com muito sal e refrigerantes precisam ser riscados da vida de quem tem câncer, mas também por aqueles que nunca tiveram a doença. Evitando esse tipo de alimentação a pessoa está se prevenindo contra uma série de problemas de saúde”, explicou a nutricionista  Mayara, que elencou uma série de alimentos  perigosos à saúde e os adequados à uma vida saudável.

A nutricionista Daniela Figueiredo informou à plateia que ela e outros profissionais do Serviço de Nutrição e Dietética do hospital, realizam plantão às quintas-feiras no Serviço de Radioterapia, para orientação aos pacientes sobre alimentação adequada.

“Radioterapia” – A cargo da  radioterapeuta Dr. Herbeni Cardoso Gomes, a palestra versou sobre o  tratamento radioterápico, ou seja, quando se utilizam radiações para acabar ou impedir o aumento do tumor, dependendo do estágio da doença.

“Esse tratamento pode, se necessário, ser usado  em combinação com outros recursos, entre eles a quimioterapia e a cirurgia. O câncer de mama é o tipo de câncer mais frequente nas mulheres e a paciente quase sempre precisa ser submetida à radioterapia para evitar que o tumor volte a crescer na mama operada. A radioterapia é um tratamento simples e de aplicação rápida. A paciente fica cerca de 10  minutos no aparelho, para o posicionamento e liberação da radiação no local correto. O  número de aplicações depende de vários fatores que são avaliados pelo médico radioterapeuta”, destacou Dra. Herbeni que falou ainda sobre os efeitos colaterais que depende das características de cada paciente, sendo que os mais frequentes são a sensação de cansaço e reação na pele, que varia de prurido e descamação seca, até vermelhidão com ardência local.

Ao final, a especialista em Radioterapia fez um alerta “Não ouça vizinhos, amigos ou  leia no google sobre a doença ou sobre o tratamento que está recebendo. Quando tiver dúvidas, pergunte ao médico porque o que  foi adequado para sua amiga, vizinha ou parentes destas, não significa que terá o mesmo efeito para você. A manifestação da doença, o diagnóstico bem como tratamento são individuais e as reações variam de acordo com as características, de acordo com o organismo de cada pessoa”.

“Mastologia” –  Esse foi o  tema da palestra do Dr. Hilário Romanezi Cagnacci (mastologista e cirurgião oncológico), que falou sobre diagnóstico, mastologia e sua eficácia no tratamento clínico das doenças da mama. O mastologista é o especialista que estuda, diagnostica e trata patologias referentes à glândula mamária, desde os distúrbios de desenvolvimento mamário, dor, secreção, nódulos, infecções e aumento do volume das mamas, etc… ou seja, de pacientes ( homens e mulheres) acometidos  de moléstias benignas ou malignas nas mamas.

O médico Hilário Cagnacci, começou por explicar  que a mastologia é a especialidade voltada ao estudo das glândulas mamárias, enfatizando que o câncer de mama é uma doença agressiva, que atinge mulheres na maioria dos casos.

“O diagnóstico precoce ainda  é uma das formas mais efetivas de tratamento, pois as chances de cura são maiores. Pacientes diagnosticados com câncer de mama devem iniciar o tratamento o mais breve possível” disse o especialista ressaltando que mesmo aquelas que não apresentam qualquer sintoma ou que não percebem qualquer alteração na mama, devem, a partir dos 35 anos, consultar o médico, inclusive, fazer o exame preventivo que a partir dos 40 anos de idade deve ser realizado anualmente.

Reforçando o que disse anteriormente sua colega, Dra. Herbeni Gomes, “…as que apresentam qualquer sintoma ou fazem parte do grupo de risco (que têm casos de câncer na família, está acima dos 40 anos, teve menstruação precoce ou tardia), entre outros fatores, devem procurar um especialista imediatamente…”

Dr. Hilário apresentou gráficos sobre a projeção do câncer de mama no Brasil e no mundo, infelizmente, crescente, enfatizou a importância dos exames anuais, sendo os mais habituais a mamografia e a ultrassonografia e quando necessário, outros, para complementar os primeiros. A seguir discorreu sobre  tratamentos: cirurgia, em casos mais graves, mastectomia parcial, mastectomia total, quimioterapia e radioterapia.

Ao final da programação, a certeza de que mesmo com disseminação de informações através de campanhas específicas sobre câncer de mama e outros tipos da doença, a população continua carente de informações sobre prevenção e detecção precoce, que ainda são prioritárias para uma vida mais saudável.

No apoio ao Outubro Rosa da Beneficência Portuguesa, Roberta Blanco, nutricionista da  Danone Nutrição Especializada, em espaço ao lado do salão onde se desenvolveram as palestras, ofereceu   aos presentes, para degustação, suplementos vitamínicos específicos para pacientes com câncer, produzidos pela empresa.

(Fotos: SPB)

Escreva um comentário

*

Your email address will not be published.

2016 © Todos os direitos reservados

Telefones :        (13) 2102-3434    /    Luto:    (13) 2102-3436