Maio/Roxo, mês de prevenção às doenças inflamatórias intestinais
e de câncer do aparelho digestivo

Associar uma cor ao mês tem por objetivo conscientizar a população sobre os perigos causados por algumas doenças e sobre a importância da prevenção.

 

O Calendário de Cores da Saúde da Sociedade Portuguesa de Beneficência de Santos, assinala a cor Roxa para o mês de maio com foco para prevenção e tratamento das doenças inflamatórias intestinais e de câncer do aparelho digestivo.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), as doenças inflamatórias intestinais atingem cerca de 5 milhões de pessoas no mundo e podem provocar câncer colorretal e Sociedade Brasileira de Endoscopia Digestiva (SOBED) alerta sobre a importância do diagnóstico precoce nos três cânceres que mais acometem o aparelho digestivo: o colorretal, de estômago e de esôfago.

Sintomas – De acordo com a OMS, por serem crônicas, as Doenças Inflamatórias Intestinais não têm cura, mas seus portadores podem ter melhora na qualidade de vida seguindo orientação médica e tratamento adequado, evitando internações e cirurgias. Essas doenças inflamam os intestinos em intensidades variadas sendo que as principais são: Doença de Crohn, Retocolite Ulcerativa e Colites Indeterminadas.                                                               

Ademir Pestana acompanhando a preparação do bandeirão na cor do mês na SPB: “O roxo é para chamar atenção para a prevenção às doenças inflamatórias intestinais e aos diferentes cânceres do aparelho digestivo”.

Os sintomas mais comuns dessas doenças são: dores abdominais, alteração no hábito intestinal como constipação intestinal e diarreia. Nas formas mais graves da doença, a pessoa é acometida de dores intensas, sangramentos retais, cansaço ou fraqueza e perda de peso repentina entre outros sintomas.

Sintomas relacionados aos três cânceres que mais acometem o aparelho digestivo:

Câncer colorretal
. Abrangendo tumores que agridem o cólon e o reto, segmentos do intestino grosso, o câncer colorretal possui sintomas como sangramento anal, eliminação de sangue ou muco nas fezes e alteração do hábito intestinal.

Câncer de estômago
. Conhecido também como câncer gástrico, a doença apresenta três tipos: adenocarcinoma, linfoma e leiomiossarcoma. Os sinais não são específicos, mas alguns sintomas relativamente comuns podem ser indícios da doença, como dor abdominal, fezes escuras, sensação de estômago cheio, dificuldade para engolir alimentos, declínio geral na saúde, perda de apetite, náusea e vômito, vômito de sangue, fraqueza ou cansaço e perda de peso involuntária.

Câncer de esôfago
. De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (Inca) este tipo de câncer está em 6º lugar das doenças mais frequentes em homens e ocupa a 15ª posição quando se trata de mulheres. Responsável por 96% dos casos, o tipo mais comum é o carcinoma epidermoide escamoso, localizado na região superior do esôfago, trecho do sistema digestivo que conduz o alimento da boca ao estômago.

Atenção para com a saúde – O presidente da Sociedade Portuguesa de Beneficência de Santos, Ademir Pestana, ressalta a importância da atenção para com a saúde:   

“Independentemente dos nossos afazeres precisamos encontrar tempo para cuidarmos de nossa saúde, sem a qual não temos condições de administrar nosso dia a dia como projetamos, por isso é importante mantermos uma alimentação equilibrada e atividade física, adotando um estilo de vida saudável. Importante também é à atenção aos sinais que nosso corpo emite, por isso lembre-se que uma dor de barriga persistente pode ser indício de algum problema intestinal, razão pela qual não podemos deixar de procurar um médico, antes que alguma doença avance para formas mais graves. Além disso, é interessante lembrar que todo e qualquer diagnóstico prematuro possibilita melhores condições de tratamento da maioria das doenças e até a cura de tantas outras”.

*Na Beneficência Portuguesa de Santos, o Setor de Oncologia disponibiliza atendimento médico hospitalar especializado em diagnóstico e tratamento, inclusive cirúrgico, para portadores de doenças inflamatórias intestinais e de câncer do aparelho digestivo.

 

Escreva um comentário

*

Your email address will not be published.

2016 © Todos os direitos reservados

Telefones :        (13) 2102-3434    /    Luto:    (13) 2102-3436