Palestrantes falam de cuidados básicos para tratamento adequado e apontam a falta de profissionais especializados em algumas áreas

A Semana de Enfermagem realizada na Beneficência Portuguesa reuniu especialistas em esterilização, feridas e estomas, que evidenciaram a falta de profissionais especializados nestas áreas, no mercado de trabalho.

A programação elaborada pelo departamento de Enfermagem da Beneficência Portuguesa, sob a coordenação da responsável pelo setor, enfermeira Denise Spósito, contempla os profissionais de Enfermagem com temas pouco abordados na formação acadêmica.

No último dia da programação, a enfermeira Mariana Franco, do Laboratório Convatec, discorreu sobre o tema “Avaliação de feridas”. Ela que é pós-graduada em Estomaterapia, falou sobre características da lesão e o curativo adequado para os diferentes tipos de feridas, lembrando que a avaliação é a primeira parte do gerenciamento de uma ferida e que somente após esta importante etapa é que será possível definir o melhor tratamento. Localização, tamanho, profundidade, tipo de pele, necrose, aspecto e odor, são alguns dos muitos indicadores básicos para o norteamento dos cuidados necessários para um tratamento de resultado.

Mariana Franco

Mariana Franco durante sua palestra

Estomaterapia – Princípios básicos em cuidados de enfermagem a pacientes com estomas intestinais”, a cargo da enfermeira da Beneficência Portuguesa, Luciana Barbuy encerrou a programação. Pós-graduada em Estomaterapia, Luciana falou sobre os cuidados básicos da enfermagem para o tratamento de pacientes com *estomas intestinais, ressaltando que diversas são as causas do estoma, desde doenças benignas, malignas, traumáticas, inflamatórias do trato gastrointestinal, além de doenças congênitas no recém nascido. A especialista explicou que o conhecimento sobre identificação e os cuidados básicos é essencial para o restabelecimento do paciente, mas faltam profissionais especializados no mercado. “Estomaterapia é uma especialização razoavelmente nova. O primeiro curso de especialização foi em 1990, na USP e trata-se de uma especialização em enfermagem que cuida de pacientes com feridas, incontinência anal e urinária e com estomas. Faltam pessoas especializadas nessa área e também, maior interesse das instituições que necessitam urgentemente, se darem conta da necessidade desse profissional cuja ação influencia na qualidade de vida dos paciente”.

As Palestrantes, Mariana Franco e Luciana Barbuy

As Palestrantes, Mariana Franco e Luciana Barbuy

A Semana de Enfermagem da Beneficência teve início no dia 13, com a palestra “Esterilização e segurança do paciente cirúrgico” a diretora do Centro Cirúrgico do Hospital Guilherme Álvaro, Maria Antonieta Velasco Martinho, abordando os principais aspectos da RDC 15 que normatiza as atribuições dos profissionais de Enfermagem em Centros de Material e Esterilização. A palestrante ressaltou a necessidade de adequação urgente à norma, tanto por parte dos profissionais, quanto das instituições de saúde porque ela tem por objetivo a segurança do paciente e dos trabalhadores envolvidos.

Enfermeira Denis Spósito, coordenadora do evento ea palestrante Enfermeira Maria Antonieta Velosco Martinho

Enfermeira Denis Spósito, coordenadora do evento e a palestrante Enfermeira Maria Antonieta Velosco Martinho

A Semana de Enfermagem aberta aos profissionais e estudantes de enfermagem foi realizada nos dias 13 e 14, no Salão Nobre da Sociedade Portuguesa de Beneficência, com abertura a cargo do presidente e do diretor técnico da entidade, respectivamente Ademir Pestana e Dr. Mário da Costa Cardoso Filho e pela coordenadora do evento, enfermeira Denise Spósito.

2016 © Todos os direitos reservados

Telefones :        (13) 2102-3434    /    Luto:    (13) 2102-3436