Semana Santa

Na Capela Santo Antônio, da Sociedade Portuguesa de Beneficência de Santos, neste Domingo de Páscoa (8), às 9h, será celebrada a tradicional Missa de Páscoa, pelo Padre João Bosco. A Capela fica no 1º andar do prédio principal da Beneficência, na Av. Bernardino de Campos 47, Vila Belmiro. Por se tratar de capela particular, não é celebrado o Tríduo Pascal (três dias de celebrações preparatórias à festa da Páscoa) .

Sagrada para os católicos, a Semana Santa representa os últimos dias de Jesus Cristo na terra. Esse período tem significado especial porque celebra a subida de Jesus ao Monte das Oliveiras, a sua crucificação e a sua ressurreição. Na há na história da humanidade, significado maior de amor ao próximo.

Cada dia da última semana de Jesus Cristo na terra significou a superação, a grandiosidade de um amor infinito. Por esta razão, nesse momento, como em qualquer momento de nossa existência é tempo adequado para reflexão sobre o milagre da vida. É tempo de refletir sobre os verdadeiros significados da Semana Santa, que se inicia no Domingo de Ramos culminando com o Domingo de Páscoa quando muitos pensam apenas em coelhinhos e ovos, esquecendo Aquele que deu sua vida por nós.

A Semana Santa não acontece na mesma data todos os anos. É um evento móvel que varia de acordo com o calendário litúrgico da Igreja Católica. A Semana Santa está inserida nos chamados dias santos que tem início quarenta dias após a Quarta-Feira de Cinzas. Cada dia desse período possui um significado especial porque representa as etapas finais de Jesus Cristo até a sua ressurreição.

O significado dos dias:

Segunda-Feira Santa – Nosso Senhor dos Passos começa sua caminhada rumo ao Calvário. É o prenúncio do martírio de Jesus Cristo.

Terça-Feira Santa – O encontro da Virgem Maria com seu filho Jesus Cristo.

Quarta-Feira Santa – Registra o encontro de Nosso Senhor dos Passos e Nossa Senhora das Dores; mundo já estava em trevas com a proximidade da morte de Jesus Cristo.

Quinta-Feira Santa – Esse é o dia em que é relembrada a última ceia de Jesus com seus discípulos, momento em que foi instituída a eucaristia. É quando Judas Iscariotes sai correndo e vai entregar Jesus por 30 moedas de prata. É também o dia conhecido como lava-pés, em que Cristo lavou os pés de cada um de seus seguidores. Nesta noite, Jesus é preso, interrogado e no amanhecer da sexta-feira, açoitado e condenado.

Sexta-Feira Santa – À tarde apresenta o drama da morte de Jesus Cristo no Calvário, sua morte e crucificação. Nesse dia não se celebra a missa em todo o mundo e o altar é iluminado sem cruz, sem velas e nem adornos. As pessoas costumam, em sinal de respeito, não comer carne.

Sábado Santo – Também era chamado de Sábado de Aleluia. A igreja está em silêncio e meditação. Uma forma de acompanhar a morte de Jesus e esperar sua ressurreição. À noite acontece a vigília pascal, ou seja, os cristãos passam a noite rezando, esperando o grande dia: a Páscoa.

Domingo de Páscoa – É o dia da ressurreição de Jesus (a vitória sobre a morte) simbolizando o início de uma vida nova, iluminada. Por isso dizemos que a Páscoa, uma das comemorações mais importantes do Cristianismo, é o renascimento! Na Páscoa celebramos a vida, o amor e a misericórdia de Deus.

2016 © Todos os direitos reservados

Telefones :        (13) 2102-3434    /    Luto:    (13) 2102-3436